[Resenha] Origem do Além


Livro: Origem do Além
Autor: Evezel
Páginas: 388
Ano: 2016

Sinopse: O Sol e o Caos travam uma incessante batalha pela liderança do novo Sistema que surgiu em uma nova Galáxia, chamada Via Láctea. Tudo está sob o controle do Sol até que a sucumbência de um planeta, ineditamente envolto de trevas que nem o mais brilhante dos brilhantes consegue iluminar, acontece. Cabe ao mesmo recrutar as forças do Sistema Solar. Apresentam-se apenas doze corajosos guerreiros. São eles: Áries, Touro, Gêmeos, Câncer, Leão, Virgem, Libra, Escorpião, Sagitário, Capricórnio, Aquário e Peixes. Está nas mãos da, agora nomeada, Armada do Sol lutar contra o Caos para impedir que o planeta, e mais tarde o Sistema todo, seja envolto de escuridão. Mas antes da guerra começar, terão de guerrear contra si mesmos, em uma batalha interior para provar que estão preparados.

Demorei para terminar de ler esse livro, pois eu não queria abandonar os personagens e achei fantástica a ideia do autor.
De início seremos apresentados a criação do Sistema Solar e a tentativa do Caos de dominar tudo, o que não consegue, pois o Sol consegue eliminá-lo.
Mas diante de toda criação novamente o Caos surge e dessa vez o Sol irpa precisar de guerreiros (signos) para destruir o Caos.
a leitura é bastante detalhada e as características dos guerreiros são as características trazida na nossa astrologia e isso é bem bacana.
Após serem recrutados e tudo planejado eles partem para onde o Caos está instalado.
Podemos ver uma mistura que nos remete ao que lemos na Bíblia com a história contada no livro.

"- Eu conheço isso, chama-se Oceano. Eu tenho controle total sobre eles. - disse Peixes, que logo apontou para frente seu tridente e fez com que aquela extensa água abrisse um caminho sólido no meio."

Somos apresentados as personalidades dos guerreiros em meio a batalha nas umbras. Os 12 irão se separar em grupos de 3 (cardinais, fixos e mutáveis). 
Então eles partem para batalha e após derrotar o primeiro umbral cada guerreiro terá sua batalha interna, após eles guerrearem internamente, partem para a batalha definitiva contra o Caos.
Quem irá vencer? O bem ou o mal?
Qual lados os guerreiros irão escolher?
Vale salientar que as constelação, galaxias e estrelas trazidas no livro são baseadas na nossa realidade.

Quer adquirir o livro? Acesse Aqui

[Parceira] Editora Illuminare - Renovada

É com grande honra e prazer que venho informa a vocês que nossa parceria com a Editora Illuminare foi RENOVADA

\o/\o/\o/\o/\o/\o/\o/\o/\o/\o/\o/\o/\o/\o/


A Illuminare nasceu em janeiro de 2014, fruto do desejo de unir livros e leitores, democratizando a leitura e descobrindo novos talentos na literatura nacional e internacional.
Essa é a terceira vez que renovamos a nossa parceria e me sinto honrada por isso.
O objetivo da Editora Illuminare é abrir caminhos para novos escritores brasileiros na busca da concretização dos seus sonhos onde encantar o leitor é o foco principal.

Venham conhecer um pouco mais sobre a editora:

Face I ou II | Site

Nossas Resenhas da editora:


Mais uma vez obrigada a Editora Illuminare



[Parceiro] Lucinei Campos

É com grande prazer que hoje venho falar de mais um autor parceiro do nosso blog.

Vamos conhecê-lo:


Biografia:

Nascido em 16 de outubro de 1983, Lucinei M. Campos é um jovem professor e escritor de alma e profissão. Carioca, foi criado nas ruas da Maré, um dos maiores complexos de favelas do Rio.
Formou-se em História e se especializou em História da África e da Diáspora Africana no Brasil. Divide sua carreira de escritor lecionando na rede pública estadual de ensino local para jovens, adolescentes e pré-adolescentes.
Atua no mercado literário como autor independente, sendo conhecido como o Mago Branco, devido à fantasia de um dos personagens de seus livros, que utiliza em suas apresentações. Além da série Lavínia, acaba de lançar o romance juvenil Violeta não Sabe Amar, sua primeira obra no formato digital.
Lavínia e a Árvore dos Tempos, lançado em 2014, veio para concretizar um sonho de menino em ver uma criação sua sair do seu imaginário e se integrar ao de outras pessoas: adultos, jovens e crianças que, assim como ele, tem o espírito inquieto a procurar e a contar sempre novas e boas histórias. Lavínia e Magia Proibida, lançado na Bienal do Livro do Rio, em 2015, dá continuidade a esse sonho.
Ambos os livros são infantojuvenis que abordam ao mesmo tempo fantasia e realidade, com temas recorrentes e atuais, mas com leveza e humor. Talvez por isso, tem sido muito bem aceito entre esse público e os demais, estando sempre presentes em eventos do ramo, inclusive em outros estados. Em 2016, os livros percorreram importantes eventos literários, como o Flipoços, o Salão do Livro Vale do Aço, as bienais do livro de Minas e de Juiz de Fora; além da de São Paulo e de Brasília.
Devido a sua ligação com o universo escolar, os livros têm sido adotados como paradidáticos em turmas dos ensinos fundamental e médio de escolas públicas e particulares do Rio, se encaminhando para serem distribuídos em outros estados.

Conhecendo seus livros:

Lavínia e a Árvore dos Tempos 


Se você se visse cercado por seres nunca vistos antes, como uma fada homem rabugenta, que carrega uma peixeira e detesta humanos? Aconteceu com Lavínia, uma menina de nove, quase dez anos, um pouco diferente das meninas de sua idade que teve sua vida transformada, ao receber uma fada distinta a qualquer criatura mágica conhecida. Laus detestava seres humanos, e por esta razão, teria de cumprir pena ao seu lado por todos os males feitos contra os mesmos. O que seria um presente para a menina era um castigo para ele, que para entrar no nosso mundo teve que tocar seu dedo num livro que o transformaria em um típico morador da região escolhida. Mas, por engano, tocou num lugar bem oposto à terra da menina. Assim, seu nome, sua varinha, suas roupas, se modificaram completamente. Laus passou a ser Lorivaldo, e sua varinha, uma peixeira.
Juntos, vão desvendar os segredos da imponente Árvore dos Tempos, que dá pergaminhos no lugar de frutos, e onde surgem nomes de pessoas importantes para a história da humanidade. O que pode revelar traços de coisas misteriosas e em comuns que há entre os dois e o mundo dos quais pertencem. 

Lavínia e a Magia Proibida 


Lavínia está crescendo e com ela as dúvidas e curiosidades. Agora, com 10, quase 11 anos de idade, mais uma vez a menina se verá junto aos seus amigos inseparáveis, Léo e Lorivaldo, em meio a novas aventuras. É que criaturas mágicas de caráter duvidoso estão chegando ao Brasil no momento em que acontece um dos maiores eventos esportivos: a Copa do Mundo de Futebol.
Além de seus problemas pessoais com os Valentões e as Marrentinhas na escola e com a loucura de ter uma fada homem e bem rabugenta ao seu lado, a estranha chegada de um bruxo misterioso à cidade trará perigos, principalmente para ela, que corre o risco de ser capturada desde que souberam de seu nome na Árvore dos Tempos.
Juntos, os amigos vão descobrir que há muito mais magia em nosso mundo do que possamos imaginar e que nem sempre ela é permitida pelos seres que a rege. Lavínia terá de ser forte para escolher um lado, diante do que encontrará.

Violeta não Sabe Amar 


É possível alguém não saber amar?
Violeta acredita que sim. A menina de 15 anos de idade, viciada em biscoito recheado de baunilha e fã da banda Coldplay odeia o amor com todas as suas forças, enquanto a romântica Duda se apaixona quase todos os dias. Junto a Nico - o menino calado, que gosta de anime e que completa o trio inseparável de amigos - Violeta bola diversas armações para afastar Duda de suas paixonites e se vê em algumas roubadas, como poder perder a amizade de sua melhor amiga e sustentar suas convicções sobre os seus sentimentos.
Será que Violeta não sabe mesmo amar?

Entrem em contato com o autor e adquiram os livros:

Facebook: /Lucinei M.Campos 
/LucineiMCampos 
/LaviniaeaArvoredosTempos 
Instagram: @lucineimcampos 
Twitter: @lucineimcampos 
Google +: Lucinei M. Campos 
Skoob: Lucinei M. Campos

[Resenha] Maria do Sol



Livro: Maria do Sol
Autora: Alice Raposo
Páginas: 127
Ano: 2016

Sinopse: “Um crime, uma culpa, um fantasma...”Todo livro tem sua história, algo que foi o propulsor para sua criação. Maria do Sol surgiu de uma madrugada que trouxe um sonho. Durante o dia se materializou em um conto. Dois anos após, voltei-me para ela e a concluí.Pedrinho e Maria do Sol irão nos levar por um caminho sem volta. É claro! Pois todo percurso que se segue não há como retroceder em suas consequências. Por isso, agir sem pensar não é um meio a se seguir. Seremos morada das consequências de nossos atos.Portanto, é tão importante analisar cada passo que será dado, não matematicamente como num jogo, pois a existência se tornaria fria e sem vida, mas com verdade, diálogo e sinceridade no agir.

Maria do Sol é um livro curtinho e bem gostoso de se ler.
Nele vamos conhecer Pedrinho, um garoto solitário, que não tem amigos, na realidade sua única amida é sua babá Milena. Filho de Vicentinho e sofia, que trabalham bastante para dá uma vida confortável ao filho, mas acaba faltando o principal, dá atenção e carinho. 
No dia do aniversário de sua vó, Pedrinho vai a fazenda e lá conhece uma garotinha chamada Maria do Sol, eles passam um dia bastante agradável, mas Maria do Sol acaba dando atenção a outros meninos e Pedrinho com ciúmes acaba empurrando-a na piscina e corre para se esconder e escuta que ele matou a menina.
Pedrinho cresce com a angústia, tristeza e lembranças daquela garotinha, se isola do mundo na adolescência e ingressa no curso de psicologia, quando as lembranças começam a perturbá-lo novamente, chegando até a sonhar com Maria do sol a ponto de vê-la próximo ao ponto de ônibus, ele resolve se abrir com o psicologo e novos rumos sua vida toma.
Esse livro vai nos mostrar como a falta de diálogo com uma criança e a ausência dos pais podem afetar uma criança.

Quer adquirir o livro? Acesse Aqui

[Entrevista] Afonso Celso

Hoje a entrevista é com o autor Afonso Celso, confiram a resenha que fiz de seu livro O Limpador de Quintais (Resenha



Suka: Fale um pouco sobre você:
Afonso: Nasci em uma pequena cidade chamada Morros/MA e, desde cedo me interessei pelas artes, notadamente a música e a literatura. Mais tarde, paradoxalmente, me formei em engenharia mecânica, profissão que exerci por vinte e dois anos. Sou compositor e "arranho alguns instrumentos". Tenho outra atividade profissional e divido meu tempo entre essa atividade, a literatura e a música. Como lazer gosto de cinema, praia, viagens, e um bom pate papo.

Suka: Você sempre quis ser escritor?
Afonso: Há muito tempo tinha vontade de escrever um livro. Adiei esse sonho durante muito tempo até que surgiu a ideia de escrever "A outra chance". Foi um livro que tomou dois anos de minha vida e a primeira pessoa que o leu foi a minha filha quando tinha apenas catorze anos. Vi que ela gostou muito e se emocionou. Foi o sinal para que eu continuasse escrevendo.

Suka: Como surgiu a ideia de escrever o livro O limpador de quintais?
Afonso: Como disse na resposta anterior, o sonho é antigo. Quanto ao romance "O limpador de quitais", a ideia me ocorreu quando eu morava em uma cidade chamada Barcarena/PA, na Vila dos Cabanos que é uma espécie de bairro da cidade e apareceu um menino em minha casa me pedindo para limpar o meu quintal. Percebi imediatamente que o que ele queria mesmo era comida. E, assim, eu o alimentei e ele vinha todo sábado. Fazia pequenos trabalhos, mais para passar o tempo e almoçar e depois ia embora. O personagem Oslec, da estória, na verdade, sou eu. Lei ao contrário.

Suka: Quanto tempo levou para escrever esse livro?
Afonso: Esse foi o livro que me tomou mais tempo porque o personagem principal, o menino Dudu, incrivelmente parecia ter vontade própria e, eu tinha imaginado um final para ele mas, quando me dava conta, ele estava "tomando" um rumo diferente. Tive que parar inúmeras vezes para "corrigir" o destino do menino. Foi engraçado.

Suka: Quais de suas obras você mais gostou de escrever?
Afonso: Essa é uma pergunta difícil de responder. Cada livro que escrevo é como um filho. Eu me dedico a produzir o melhor que posso pois o meu objetivo é provocar emoções nos meus leitores. Gosto de todos eles indiscriminadamente.

Suka: Quem te apoiou na sua ideia (editora, família, amigos)?
Afonso: Quem mais me apoiou foi, indiscutivelmente, a minha filha. Depois, amigos. Fique claro, no entanto, que você tem que tomar a decisão de escrever. É preciso fazer um auto-julgamento (o que é muito difícil) e, depois, pedir a alguém de confiança que lhe dê uma opinião sincera. Não adiantam opiniões de pessoas que só querem lhe agradar.

Suka: Fale um pouquinho sobre seu livro.
Afonso: "O LIMPADOR DE QUINTAIS" é um romance que retrata a vida de muitas crianças brasileiras. Fala de violência policial, tráfico de drogas, miséria, analfabetismo e ignorância. Mostra também que há pessoas que se preocupam com o bem estar de seus semelhantes. Fala de amor, perdão e de Jesus Cristo. É a estória do "dia-a-dia" de muitas crianças deste país.
Vou contar um segredo (só entre nós, rsrsrs): observe que o personagem Dudu imagina que conversa com o campinho de futebol e com a mangueira. Veja o que acontece na última página do romance. O que você entende?

Suka: Se quiser escrever mais alguma coisa que acredita ser interessante fique a vontade. 
Afonso: Gostaria de lhe falar e aos seguidores que o mais importante em qualquer projeto que tomemos é acreditar em nós mesmos. Se você não acredita em si, quem vai acreditar? Por isso digo-lhes que tudo é possível, nós somos capazes de qualquer coisa. Só precisamos acreditar.
Foi um enorme prazer responder as suas perguntas. Estou à disposição dos meus leitores.
Um beijo para todos!

Obrigada Afonso por se disponibilizar em nos responder.


Resultado da Maratona Literária de Páscoa

Galerinha essa maratona foi tensa! 
Confiram o vídeo!


Alguém fez maratona na páscoa?

[TAG] Páscoa em Livros

Hoje vim trazer uma TAG bem legal pra vocês. É a TAG Páscoa em Livros criada pelo canal Devorando Livros (Aqui)

Confiram minhas escolhas:


Temas: 

1. Um livro que gostaria que se reproduzisse como um coelho, que tivesse uma continuação.
Um Tom Mais Escuro da Magia
Quer adquirir o livro? AQUI

2. Um livro que te surpreendeu como o surpresa dentro de um ovo de Páscoa.
Érica
Quer adquirir o livro? AQUI 

3. Um livro doce na medida certa, como chocolate.
Amor de Cordel
Quer adquirir o livro? AQUI

4. Jesus morreu na Sexta-feira Santa e ressuscitou no domingo de Páscoa, um livro que começou ruim e depois ficou bom.
A Seleção
Quer adquirir o livro? AQUI

5. Um livro está na sua cesta.
O Diário de Anne Frank
Quer adquirir o livro? AQUI

Essas foram as minhas escolhas e deixo a dica para quem quiser fazer e n;ao esqueçam de dar os devidos créditos ao Devorando Livros.