[Unboxing] Amigo Secreto

Finalmente saiu a unboxing de amigo secreto do Whatsapp.
Dessa vez demorou, pois muitos receberam atrasados por conta dos correios, mas deixemos de blá blá e confiram o vídeo do que eu recebi.



[Resenha] Fullmetal Alchemist


Mangá: Fullmetal Alchemist
Autor: Hiromu Arakawa
Páginas: 192
Ano: 2016
Comprar: Físico

Sinopse: Fullmetal Alchemist, obra máxima de Hiromu Arakawa, está de volta em uma Edição Especial de Colecionador! Edward e Alphonse Elric são jovens alquimistas que estão em busca da lendária Pedra Filosofal para recuperarem os seus corpos. Ouvindo rumores sobre ela, os irmãos Elric vão para uma cidade profundamente devota ao seu Deus e àquele que divulga sua fé, o Pai Cornello. Este religioso tem praticado atos milagrosos que mais se parecem com transmutações alquímicas, e investigando a origem de tais milagres eles conhecem Rose, uma garota que busca na religião a esperança de rever seu amado. A jornada dos irmãos Elric que desafiará os limites da fé e da ciência começa aqui!

Confesso que logo que surgiu o mangá eu não via graça, sem falar que ler de trás pra frente era meio esquisito.
Recebi esse mangá numa das box que eu assine e recentemente resolvi lê-lo e acho que ter começado por ele foi uma escolha bem bacana.
Fullmetal Alchemist conta a história dos irmãos Elric, Edward e Alphonse, que desde a infância tinham talento para alquimia.

"As pessoas dizem que é um esforço inútil, mas eu, pelo menos, acho muito mais proveitoso do que simplesmente ficar esperando por um milagre."

Após um incidente, Ed perdeu o braço e a perna, tornando-se conhecido como alquimista de aço, enquanto seu irmão perdeu o corpo e teve sua alma colocada numa armadura.
O mangá tem quatro capítulos, no primeiro eles estarão em busca da pedra filosofal, o segundo onde eles vão desmascarar o falso sacerdote, no terceiro eles continuam com sua viagem e acabará ajudando uma cidade de mineradores e por fim, no quarto capitulo eles ajudam um general que foi sequestrado e é nesse capítulo que seremos apresentados a outros alquimistas.

"Todas as regras da sociedade podem ser expressas pela "lei da troca equivalente", que é a base da alquimia. Os "direitos" só existem ao lado dos "Deveres"".

Na história percebemos que enquanto eles buscam uma forma de trazer o corpo de Al, eles sempre acabam ajudando outras pessoas, mesmo que às vezes não seja a intenção.
É uma história gostosa de se ler e já quero todas as edições.

[Resenha] A Bela e A Adormecida


Livro: A Bela e A Adormecida
Autor: Neil Gaiman
Páginas: 72
Ano: 2015
Comprar: Físico

Sinopse: Em uma sombria e fascinante história, as mais queridas princesas dos contos de fadas são reinventadas de maneira brilhante pelo inglês Neil Gaiman e o ilustrador Chis Riddell. Em A Bela e a Adormecida, uma jovem rainha é informada, na véspera de seu casamento, sobre uma estranha praga que assola as fronteiras do seu reino, um sono mágico que se espalha pelo território vizinho e ameaça os seus domínios. Na companhia de três anões, a rainha abandona o fino vestido da festa, pega sua espada e armadura e parte pelos túneis dos anões para o reino adormecido. Uma viagem repleta de ação e suspense que leva a uma surpreendente descoberta. Misturando o conhecido e o novo com perfeita sintonia, Gaiman cria mais uma obra repleta de magia e aventura capaz de hipnotizar o mais exigente dos leitores.
Um livro curto, onde os personagens não tem nome, nele conheceremos a história de uma rainha muito vela que está prestes a se casar e é informada pelos seus amigos anões que no reino próximo existe uma praga do sono e está se alastrando para as fronteiras do seu reino.
Então ela decide adiar seu casamento e parte com os anões em busca de respostas.

"É a distância que torna especial o presente, assim acreditam os anões."

É uma releitura da Branca de Neve e os Sete Anões com a Bela Adormecida, onde não encontraremos príncipes ou heróis e sim mulheres corajosas e fortes, para algumas pessoas com pensamento retrogrado, talvez não aceite, mas teremos beijo lésbico sim, na história.

"Cada golpe de martelo soava como a batida de um coração."

É uma leitura fluída e a edição está linda, com ilustrações que vem para agregar essa bela edição.

[Unboxing] Comprinhas na Amazon

Recentemente fiz algumas comprinhas na Amazon, confesso que é a loja virtual que mais gosto de comprar pois sempre vale a pena.

Confiram o vídeo:

[Resenha] Um Cheiro de Amor


Livro: Um Cheiro de amor
Autora: Maria Christina Lins do Rego Veras
Páginas: 112
Ano: 2017
Comprar: Físico

Sinopse: Um cheiro de amor, reúne dezesseis contos, sendo uma mescla de memórias e histórias ficcionais. Divididos em narrativas sob a ótica de personagens masculinos e femininos, os contos abordam temas como juventude, velhice, fé e questões amorosas. Nestas pequenas narrativas, Christina aborda cenas típicas do dia a dia, passadas no Brasil e no exterior, com uma linguagem simples e com uma galeria de cenas típicas, e ainda assim individuais. E nas palavras de Mary del Priore “essa é a pequena mágica deste livro. Ele nos transporta, acalenta e sossega. É um ponto de encontro com situações do cotidiano que, acreditamos avistar. Ele nos aproxima de dramas amorosos, domésticos e familiares que, se de longe parecerem recorrentes, nos convidam a repensá-los.”

Nessa obra a autora trás 17 contos que irá abordar questões como amor, fé , velhice, juventude... 

"Um cheiro de amor, de felicidade, pairava naquele apartamento. Até a chuva era romântica."

É uma obra curta e reflexiva pois essas questões fazem parte do nosso dia a dia.
Os contos terão como cenário o Rio de Janeiro e alguns poucos locais no exterior, confesso que ao ler bateu um a nostalgia e saudades dessa cidade maravilhosa.

"O amor lhe feria a alma, não sabia como conter o desejo e, ao mesmo tempo, sabia-o impossível. Tudo isso a deixava enlouquecida."

É uma leitura leve e fluída, a escrita dela nos aproxima de cada personagem presente nos contos.

Indico a todos.

Como Surgiu o Carnaval?

Muitas pessoas gostam de carnaval, porém não sabe como surgiu.
Eu particularmente, gosto do carnaval da minha querida Recife, mas tenho muita vontade de conhecer o carnaval de Salvador e do Rio de Janeiro.
Lógico que existem outras cidades que comemoram o carnaval. Mas não conheço, se você for de outra cidade conta ai nos comentários como é o carnaval da sua terra.
Sentem que lá vem história...


O que é o Carnaval?

O carnaval é considerado uma das festas populares mais animadas e representativas do mundo. Tem sua origem no entrudo português, onde, no passado, as pessoas jogavam uma nas outras, água, ovos e farinha. O entrudo acontecia num período anterior a quaresma e, portanto, tinha um significado ligado à liberdade. Este sentido permanece até os dias de hoje no Carnaval.

História do Carnaval 

O entrudo chegou ao Brasil por volta do século XVII e foi influenciado pelas festas carnavalescas que aconteciam na Europa. Em países como Itália e França, o carnaval ocorria em formas de desfiles urbanos, onde os carnavalescos usavam máscaras e fantasias. Personagens como a colombina, o pierrô e o Rei Momo também foram incorporados ao carnaval brasileiro, embora sejam de origem europeia.
No Brasil, no final do século XIX, começam a aparecer os primeiros blocos carnavalescos, cordões e os famosos "corsos". Estes últimos, tornaram-se mais populares no começo dos séculos XX. As pessoas se fantasiavam, decoravam seus carros e, em grupos, desfilavam pelas ruas das cidades. Está ai a origem dos carros alegóricos, típicos das escolas de samba atuais.
No século XX, o carnaval foi crescendo e tornando-se cada vez mais uma festa popular. Esse crescimento ocorreu com a ajuda das marchinhas carnavalescas. As músicas deixavam o carnaval cada vez mais animado.
"Quanto riso, oh, quanta alegria!
Mais de mil palhaços no salão
Arlequim está chorando
Pelo amor da Colombina
No meio da multidão"
(Máscara Negra)
O carnaval de rua manteve suas tradições originais na região Nordeste do Brasil. Em cidades como Recife e Olinda, as pessoas saem as ruas durante o carnaval no ritmo do frevo e do maracatu. 
Os desfiles de bonecos gigantes, em Olinda, e o Galo da Madrugada, conhecido como maior bloco de rua do mundo, são uma das principais atrações destas cidades durante o carnaval.

[Resenha] O Mundo de Larissa Manoela


Livro: O Mundo da Larissa Manoela
Autora: Larissa Manoela
Páginas: 160
Ano: 2017
Comprar: Físico

Sinopse: O enorme sucesso de O Diário de Larissa Manoela não causou espanto. Afinal, qual criança e adolescente não ama a estrela teen mais popular do Brasil? Depois de curtirem o livro infanto-juvenil mais vendido no país em 2016, os fãs querem mais! Querem conhecer? "O mundo de Larissa Manoela". O livro nasceu do desejo e dos pedidos desses milhões de fãs para que a Lari compartilhasse um pouco mais do seu mundo com eles. Se 2016 foi o ano de abrirmos o diário secreto de Larissa Manoela, 2017 será o ano de revelar o seu mundo. E que mundo é esse? Neste novo livro, ela nos mostra que, mais do que um fenômeno infanto-juvenil das novelas e dos palcos? ela é uma adolescente de 16 anos, com o mesmo gás e as mesmas angústias e dúvidas que uma adolescente comum. Para isso, ela dedica um grande espaço Para contar tudo de suas amizades, sua vida escolar e o seu dia-a-dia. Revela o que gosta numa amizade e os conflitos que passou com amigos, do dia em que levou puxão de orelha da professora por usar o celular na sala de aula, da matéria preferida (não é nada que vocês imaginam!), que adora um salto alto e maquiagem. Lari ainda dedica um capítulo sobre seu mundo encantado em que revela que acredita em Papai Noel, adora o Mickey Mouse e escolhe a princesa que mais tem a ver com sua cara. Nunca a nossa estrela esteve tão próxima dos fãs como agora! “O Mundo de Larissa Manoela” está recheado de deliciosas surpresas! Com interior colorido, os fãs ainda poderão curtir vários looks incríveis da? Lari para usar na escola, em casa e para arrasar na balada!

Li esse livro por conta a minha sobrinha Duda, pois ela queria gravar um vídeo falando dele, apesar da timidez ela gravou, mas resolvi trazer um pouquinho dele aqui pra vocês.



Quem me conhece sabe que não sou fã desse tipo de leitura principalmente se for atores mirins, adolescentes e afins.
Mas esse livro da Larissa Manoela é bem interativo, como se ela conversasse com você.
Nele ela fala um pouco de tudo na sua vida, suas princesas favoritas, como foi conhecer a disney e nessa parte ela dá algumas dicas, fala de seu relacionamento com a mãe e trata um pouco do filme Meus 15 anos.
É um livro pra quem é de fato fã da atriz.
Como disse só li porque Duda pediu pra gravar um vídeo comigo, pois o maior sonho dela é conhecer a Larissa Manoela.
Quem nunca foi uma criança sonhadora que tinha aquele ator/atriz que queria conhecer né?
E não me custou nada fazer isso para minha princesinha.

Alguém já leu ou assistiu aos filmes dela?

[Resenha] Quem Mexeu no Meu Queijo?


Livro: Quem mexeu no meu queijo?
Autor: Spencer Johnson
Páginas: 110
Ano: 2017
Comprar: Físico


Sinopse: Uma parábola que busca revelar verdades sobre mudança. É uma história sobre quatro personagens - dois ratos e dois humanos do mesmo tamanho dos roedores - que vivem em um labirinto em eterna procura por queijo, que os alimenta e os faz feliz. O queijo é uma metáfora daquilo que se deseja ter na vida, seja um bom emprego, um relacionamento amoroso, dinheiro, saúde ou paz espiritual. O labirinto é o local onde as pessoas procuram por isso - a empresa onde se trabalha, a família ou a comunidade na qual se vive. Nesta história, os personagens se defrontam com mudanças inesperadas. Um deles é bem-sucedido, e escreve o que aprendeu com sua experiência entre as paredes do labirinto.

É um livro curtinho de se ler e que vai abrir a sua mente referente as atitudes que tomamos frente as mudanças.


" - Às vezes, Hem, as coisas mudam e nunca mais voltam a ser as mesmas... É a vida! A vida segue em frente. E nós deveríamos fazer o mesmo."

Ele é dividido em três partes:
1. Uma reunião: Michael se reúne com seus amigos e na conversa ele diz que uma história mudou a vida dele, seus amigos ficam curiosos para conhecer a história, então ele vai começar a contar a história de Quem Mexeu no Meu Queijo?
2. Nessa segunda parte conheceremos a história, é nessa parte que nós iremos refletir bastante sobre os quatro personagens, Snniff e Scurry (dois ratinhos) e Hem e Haw (duas pessoinhas), cada um irá tomar uma decisão diferente.
3. E por fim, o debate de Michael com seus colegas sobre a história contada.

"Ele sabia que às vezes um pouco de medo pode ser bom. Quando você tem medo de que as coisas vão piorar se você não tomar uma atitude, isso pode instigá-lo a agir. Mas não é bom quando você fica tão temeroso a ponto de não consegui fazer nada."

Confesso que não sou adepta a mudanças e minha vida está mudando e ao ler esse livro vi que podemos encarar como algo bom e se buscarmos, encontraremos bons resultados.
Quando forem ler o livro tenham em mente que o queijo da história são seus sonhos e objetivos, é aquilo que você deseja alcançar e abra sua mente, não seja um Hem.

[Unboxing] Papel na Caixa - Tropical #Janeiro

Sobre a box:

É clube de assinatura de itens de papelaria. E você pode escolher entre os planos "VOU COM CALMA!" e receber por apenas um mês ou "RESISTIR PRA QUÊ?",

garantindo sua entrega todos os meses.

Ao assinar, você receberá em sua casa uma caixa com 6 a 12 itens

escolhidos especialmente para você. São canetas, lápis, borrachas, post-its, bloco de notas, clips, marcadores, mimos entre outros.



Tema do mês de Janeiro


Confere o vídeo:


[Resenha] Tartarugas Até Lá Embaixo


Livro: Tartarugas Até Lá Embaixo
Autor: John Green
Páginas: 269
Ano: 2017
Comprar: Físico

Sinopse: Depois de seis anos, milhões de livros vendidos, dois filmes de sucesso e uma legião de fãs apaixonados ao redor do mundo, John Green, autor do inesquecível A culpa é das estrelas, lança o mais pessoal de todos os seus romances: Tartarugas até lá embaixo.A história acompanha a jornada de Aza Holmes, uma menina de 16 anos que sai em busca de um bilionário misteriosamente desaparecido – quem encontrá-lo receberá uma polpuda recompensa em dinheiro – enquanto lida com o transtorno obsessivo-compulsivo (TOC).Repleto de referências da vida do autor – entre elas, a tão marcada paixão pela cultura pop e o TOC, transtorno mental que o afeta desde a infância –, Tartarugas até lá embaixo tem tudo o que fez de John Green um dos mais queridos autores contemporâneos. Um livro incrível, recheado de frases sublinháveis, que fala de amizades duradouras e reencontros inesperados, fan-fics de Star Wars e – por que não? – peculiares répteis neozelandeses.

Não sou fã do John (não me crucifiquem), depois que li A Culpa é das Estrelas, não havia lido mais nada dele porque particularmente não gostei e logo pensei que não lerei mais os seus livros.
Até que o Turista Literário enviou o novo livro dele e eu tive que ler, primeiro porque não gosto de ter livros na estante sem ter lido e segundo porque fazemos encontros uma vez por mês para discutir os livros que recebemos em nossa caixinha e não é legal ir sem ter lido.  Então dei essa chance e li.

"Qualquer um pode olhar para você, mas é muito raro encontrar quem veja o mesmo mundo que o seu."

Nesse livro iremos conhecer a Aza, uma adolescente de 16 anos que tem TOC (Transtorno Obsessivo Compulsivo) e a narrativa trará muito o que ela pensa, senti, seus medos, angústias. Ela tenta se sentir "normal", mas se acha uma maluca.
Ela tem uma amiga, a Deisy que escreve fan-fics sobre Star Wars e é bem falante e sonhadora, o oposto da Aza que vive mergulhada em seus pensamentos.

" - O problema dos finais felizes é que ou não são realmente felizes, ou não são realmente finais, sabe? Na vida real, algumas coisas melhoram e outras pioram. E aí a gente morre."

A história irá se desenrolar ao redor do sumiço do bilionário Russel Pickett e quem encontrá-lo receberá uma recompensa de 100 mil dólares, sabendo disso Daisy que ir em busca de reposta e lembra que Aza conhece Davis, o filho do bilionário, e ver a oportunidade de por a mão na grana.
Nessa busca por pistas Aza reencontrar Davis e a amizade entre eles irá se fortalecer.

"Posso resumir em três palavras tudo o que aprendi sobre a vida: a vida continua."

Apesar de ser rico, Davis é humilde, se preocupa com seu irmão, perdão a mãe na infância e se sente só, além de ser apaixonado pela astronomia.
Davis percebe que elas querem encontrar seu pai e oferece o valor da recompensa para que não prossigam com as buscas e elas aceitam, mas Noah seu irmão, sofre com ausência do pai.

"Toda perda é única. Não dá para saber como é a dor de outra pessoa, da mesma forma que tocar o corpo de alguém não é o mesmo que viver naquele corpo."

O restante da história trará a amizade de Aza com Davis e Daisy, e o quanto é difícil para ela se relacionar.
É uma história legal de se ler, porém achei o final bem previsível.