[Entrevista] Giselle Tavares

Hoje a entrevista é com a Giselle Tavares, claro que eu não poderia deixar de entrevista essa mais nova autora, de incrível talento e claro minha amiga, que muito admiro!



Suka: Fale um pouco sobre você: 
Giselle: Sou uma garota de 22 anos que acredita que sonhos podem se tornar realidade, acredita em príncipe encantado (mesmo já tendo quebrado a cara e o coração inúmeras vezes) e principalmente acredita que o amor é a coisa mais poderosa do mundo, tudo que é feito com amor, vale a pena. Apaixonada por livros e por música, encontra na escrita e na leitura uma forma de fugir da realidade e ter o seu tão sonhado final feliz.

Suka: Você sempre quis ser escritor?
Giselle: Não exatamente, eu sempre escrevi, mas tinha uma época em que não me achava boa o suficiente para ser uma escritora, mas com o tempo percebi que precisava mostrar ao mundo o que eu sentia, pensava e queria e isso eu conseguiria fazer perfeitamente bem através da escrita. Com aproximadamente 15 anos eu tranquei o medo em uma gaveta e decidi que eu queria ser uma escritora, que eu queria fazer as pessoas sentirem coisas com minha escrita.

Suka: Como surgiu a ideia de escrever o livro Meu Erro Predileto?
Giselle: Não sei muito bem de onde surgiu, ela simplesmente veio na minha cabeça e eu comecei a escrever. No começo nem era um livro, era uma espécie de “novela” que postava no meu insta literário em forma de pequenos capítulos. 

Suka: Já escreveu outros livros ou pretende escrever?
Giselle: Já escrevi 4 livros na minha vida. Quando tinha uns 12/13 anos escrevi uma trilogia chamada Amores Virtuais, infelizmente naquela época não tinha muita cabeça e não fiz cópias, meu computador deu problema e acabei perdendo tudo. Fora isso tenho M.E.P e tenho mais 3 livros não terminados.

Suka: Quanto tempo levou para escrever esse livro?
Giselle: Essa é uma pergunta muito difícil de responder. Demorei muito e ao mesmo tempo demorei pouco. Confuso né? Deixo explicar melhor.
Quando decidi transformar o M.E.P em livro eu fiz uns 4 capítulos, depois disso eu desisti do livro por um tempo, mas a história não me deixava em paz, então depois de quase 8 meses eu peguei esses 4 capítulos, apaguei tudo e comecei do zero. Depois disso escrevi uns 6 capítulos ai empaquei de novo, e nesse tempo reescrevi esses capítulos milhões de vezes. Até que chegamos em janeiro e meu amado chefe, que já conhecia a história e tinha gostado bastante me deu o prazo para termina-la até junho pois ele queria lança-lo na bienal. Eu SURTEI, como assim eu ia terminar o livro em alguns meses se não tinha conseguido em mais de 1 ano? Respirei fundo e comecei a escrever. A primeira parte eu demorei aproximadamente 1 mês e meio para terminar, ai uma bela madrugada eu sentei em frente ao meu computador as oito da noite para escrever a parte dois e quando eu fui ver já eram seis e meia da manhã e eu estava com o livro pronto.

Suka: Quem te apoiou na sua ideia (editora, família, amigos)?
Giselle: A pessoa que mais me apoiou nisso foi meu pai, ele sempre me disse que eu tinha potencial e talento e que precisava mostrar isso as pessoas. 
Depois dele quem mais me apoiou foi a minha melhor amiga Brenda Ripardo, que aguentava meus surtos, meus chiliques e que também foi minha beta. A Sue, minha amiga linda que com pouco tempo de amizade acreditou em mim e enxergou algo de especial em mim. 
E é claro o Josué, meu chefe e amigo, que sempre me apoiou, me motivou e me fez continuar firme e acreditar no meu sonho.

Suka: Fale um pouquinho sobre seu livro.
Giselle: Bom, meu livro conta a historia da Jullyanna (Jully) que é uma garota nerd que se apaixona pelo garoto nerd da escola e acha que ele é o seu príncipe encantado. Muitas mudanças acontecem durante o desenrolar dos primeiros capítulos e o príncipe acaba virando o lobo mau e deixa a Jully desiludida e com o coração em pedaços.
Decidida a nunca mais se relacionar com nenhum homem, ela muda radicalmente e está se mantendo firma na sua promessa, até que o Daniel entra em sua vida e ferra com tudo.
Daniel é o cara com o sorriso mais lindo que ela já viu na vida e ele a faz lembrar de coisas que ela gostaria de manter trancadas a 7 chaves em um lugar bem escondido de sua mente.
Nisso Jully comete uma sequencia de erros e é um desses erros que acabará se tornando o seu erro predileto.

Suka: Se quiser escrever mais alguma coisa que acredita ser interessante fique a vontade. 
Giselle: Só queria deixar duas mensagens para os leitores e seguidores do blog. Nunca deixem de acreditar no seu potencial e nos seus sonhos, porque sim, seus sonhos podem e vão se tornar reais, basta você acreditar.
E o amor nunca é algo errado, lembrem-se sempre disso ♥

Gi mais uma vez obrigada por se disponibilizar a responder a entrevista e quem ainda não viu a resenha de Meu Erro Predileto e nem o vídeo, não deixem de ver.

2 comentários:

  1. Adorei a entrevista. Parabéns a Su pela iniciativa e parabéns a Gisa pelas respostas!!!
    "tudo que é feito com amor, vale a pena."

    ResponderExcluir

Obrigada pela sua visita!
Volte Sempre!