[Resenha] A Sorte do Agora


Livro: A Sorte do Agora
Autor: Matthew Quick
Páginas: 221
Ano: 2015

Sinopse: Bartholomew Neil passou todos os seus quase 40 anos morando com a mãe. Depois que ela fica doente e morre, ele não faz ideia de como viver sozinho. Wendy, sua conselheira de luto, diz que Bartholomew precisa abandonar o ninho e fazer amigos. Mas como um homem que ficou a vida toda ao lado da mãe pode aprender a voar sozinho? Bartholomew então descobre uma carta de Richard Gere na gaveta de calcinhas da mãe e acredita ter encontrado uma pista de por quê, afinal, em seus últimos dias a mãe o chamava de Richard... Só pode haver alguma conexão cósmica! Convencido de que Richard Gere vai ajudá-lo, Bartholomew começa essa nova vida sozinho escrevendo uma série de cartas altamente íntimas para o ator. De Jung a Dalai Lama, de filosofia a fé, de abdução alienígena a telepatia com gatos, tudo é explorado nessas cartas que não só expõem a alma de Bartholomew, como, acima de tudo, revelam sua tentativa dolorosamente sincera de se integrar à sociedade. Original, arrebatador e espirituoso, A sorte do agora é escrito com a mesma inteligência e sensibilidade de O lado bom da vida. Uma história inspiradora que fará o leitor refletir sobre o poder da bondade e do amor.

Travei bastante na leitura desse livro, talvez pelo formato que ele foi escrito, mas primeiro deixa eu contar a história para vocês.
Teremos como personagem principal Bartholomew Neil, um homem de 39 anos, que nunca fez nada da vida, a não ser cuida'r de sua mãe que tinha um câncer no cérebro, já no fim da vida ela começa a chamá-lo de Richard, ele sabendo que sua mãe era fã de Richard Gere, começa a interpreta, a se passar pelo ator.

"Fingir pode ser mais importante do que se contentar com o que é aceito como verdadeiro, o que todo mundo aceita como fato."
"O Mundo gosta mais de dinheiro do que da verdade."

Quando sua mãe morre ele fica bastante perdido, sem saber o que fazer da vida e ajeitando as coisas dela, ele acha uma carta de Richard Gere para sua mãe e ele vê a necessidade de começar a escrever para o ator.
Cada capitulo do livro é uma carta de Bartholomew para Richard Gere e ele vai contando o que acontece na sua vida após a morte de sua mãe. Ele não estará sozinho nessa história, encontraremos outros personagens como o padre McNamee que era amigo de sua mãe e irá tentar ajudá-lo, e terá grande importância na vida dele.
Além dele teremos também a Meninatecária Elizabeth uma moça que trabalha na biblioteca que ele frequenta todos os dias e Max um rapaz que começará a fazer terapia com Bartholomew e se tornará seu amigo.
Enfim, é uma história interessante encontraremos um personagem que é bondoso e ao mesmo tempo inocente para sua idade, com um passado que ele acabará descobrindo e com um futuro até que promissor.

"Para mudar nossa vida, devemos primeiro reconhecer que nossa situação atual não é satisfatória"

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela sua visita!
Volte Sempre!