[Resenha] Em Algum Lugar Nas Estrelas


Livro: Em Algum Lugar nas Estrelas
Autora: Clare Vanderpool
Páginas: 284
Ano: 2016

Sinopse: EM ALGUM LUGAR NAS ESTRELAS é um romance intenso sobre a difícil arte de crescer em um mundo que nem sempre parece satisfeito com a nossa presença. Pelo menos é desse jeito que as coisas têm acontecido para Jack Baker. A Segunda Guerra Mundial estava no fim, mas ele não tinha motivos para comemorar. Sua mãe morreu e seu pai... bem, seu pai nunca demonstrou se preocupar muito com o filho. Jack é então levado para um internato no Maine (o mesmo estado onde vivem Stephen King e boa parte de seus personagens). O colégio militar, o oceano que ele nunca tinha visto, a indiferença dos outros alunos: tudo aquilo faz Jack se sentir pequeno. Até ele conhecer o enigmático Early Auden.
Early, um nome que poderia ser traduzido como precoce, é uma descrição muito adequada para um prodígio como ele, que decifra casas decimais do número Pi como se lesse uma odisseia. Mas, por trás de sua genialidade, há uma enorme dificuldade de se relacionar com o mundo e de lidar com seus sentimentos e com as pessoas ao seu redor.
Obsessivo, Early Auden tem regras específicas sobre que músicas deve ouvir em cada dia da semana: Louis Armstrong às segundas; Sinatra às quartas; Glenn Miller às sextas; Mozart aos domingos e Billie Holiday sempre que estiver chovendo. Seu comportamento é um dos muitos indícios da síndrome de Asperger, uma forma branda de autismo que só seria descoberta muito tempo depois da Segunda Guerra, e que inspirou personagens já clássicos como o Sr. Spock (Star Trek), o Dr. House e Sheldon Cooper (The Big Bang Theory).
Quando chegam as festas de fim de ano, a escola fica vazia. Todos os alunos voltam paracasa, para celebrar com suas famílias. Todos, menos Jack e Early. Os dois aproveitam a solidão involuntária e partem em uma jornada ao encontro do lendário Urso Apalache. Nessa grande aventura, vão encontrar piratas, seres fantásticos e até, quem sabe, uma maneira de trazer os mortos de volta ainda que talvez do que Jack mais precise seja aprender a deixá-los em paz.
EM ALGUM LUGAR NAS ESTRELAS é uma daquelas grandes histórias que permanecem com você por muito tempo, perfeita para ler entre amigos ou passar de pai para filho. Tudo que é real pode ser uma grande fantasia ou uma coincidência inevitável. Somos muito mais que um simples desejo do acaso. Nossos caminhos vão se cruzar no primeiro semestre de 2016 nesta obra premiada com o Printz Honow Award em 2016, indicada a outra dezena de prêmios e eleita o livro do ano em dezenas de listas preparadas pelos leitores.

Esse livro me surpreendeu! A autora consegue nos envolver com a história, ao contrário do que muitos pensam, a darkside não publica apenas terror e esse livro é a prova disso, ele vai nos falar de amizade, família e companheirismo. 
Jackie Backer após perder sua mãe entra para uma escola militar e conheci o Early Auden um garoto bem diferente (ele é autista porém, o termo não era usado, no período em que se passa a história, naquela época pessoas autistas eram tido como pessoas estranhas), com gosto musical peculiar, cada dia um cantor diferente, ele morava no porão da escola, pois era lá que ele se sentia bem.
Early tinha manias estranhas, gostava de separar balas por cores e em grupos de 10, para ele os números tinham texturas, cores, formas e contavam uma história, em especial o Pi (3,14). 
Jackie acaba fazendo amizade com Early e depois de uma decepção, os dois saem numa aventura, pois Early vai em busca de Pi, ele acreditava e via coisas que nem todos viam, inclusive Jackie.


"Porque a Ursa Maior é uma mãe ursa. E o amor de uma mãe é forte."

 Apesar do livro ser narrado por Jackie, a história gira em torno de Early, quando eles saem em busca de Pi, ou em busca do que Early acreditava, eles acabam passando por aprendizados, que posso afirmar como um crescimento pessoal, principalmente para Jackie.
Em alguns momentos temos a narração feita por Early da história de Pi. O interessante é que tem momentos que você para e pensa, será que isso é real? Ou é imaginação do personagem? Eles realmente estão vivendo aquelas aventuras que chegam a coincidir com a história paralela de Pi e por incrível que pareça o final dá uma reviravolta surpreendente.

"Não existe coincidência. Só milagres aos montes."

Em se tratando da diagramação do livro é uma obra de arte, cada capítulo uma constelação. E ao longo do livro diversas imagens de constelações que me fizeram apaixonar pela qualidade do livro.

17 comentários:

  1. Oi
    A Darkside costuma escolher bem os livros para o seu catálogo. Vejo pela sua resenha que esse não foge à regra.
    Gosto bastante das suas resenhas :)
    Boa história, Hein.
    Bj

    ResponderExcluir
  2. Acho a capa uma gracinha, mas por mais que leia boas criticas sobre a obra, não consigo me sentir atraída para a leitura. Fico feliz que tenha curtido a leitura.

    Raíssa Nantes

    ResponderExcluir
  3. Oi!
    Já vi o livro em algum lugar mas não tinha ido atrás de nada sobre ele... PRECISO PARA ONTEM! Dever muito bom. Já vou colocar na lista, na parte de cima haha'
    Ótima resenha! Abraço!

    ResponderExcluir
  4. Oiii Suelane, como vai?
    Menina eu to completamente apaixonada por essa obra e adoraria mesmo ter a oportunidade de ler, quem sabe num futuro próximo eu não acabe comprando, mas verei ainda, dica super anotada.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  5. Oi, tudo bom?

    Que capa mais linda, já me conquistou logo aí!
    E o enredo então me parece ser maravilhoso e envolvente. Fiquei super curiosa para ler.

    Beijos:*
    treslivrolatras.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. OOi!
    Não tenho livro, mas por fotos que já vi da para ver o quanto a edição está maravilhosaaaa! Que capa mais lindaaa!
    Esse é um dos poucos livros da editora que tenho vontade de ler, principalmente por esse motivo, não ser terror. kkkk Parece ser encantador e envolvente!

    ResponderExcluir
  7. Amo quando a editora capricha na diagramação, da até mais animo em ler <3 enfim, sua resenha está ótima, bem caprichada, adorei!

    ResponderExcluir
  8. Olha, eu sou super baba ovo da Darkside e obviamente eu já tenho esse livro, mas ainda não consegui ler. Estou tão ansiosa, e sua resenha me deixou mais ainda!
    Darkside sempre mandando muito bem!!
    beijinhos!!

    #Ana Souza

    https://literakaos.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  9. Oi,
    Sou completamente apaixonada por essa capa, mas confesso que não conhecia a história. Quero mt conhecer essa hist. de amizade, família e companheirismo.
    Bjs!
    Fadas Literárias

    ResponderExcluir
  10. Oie
    essa edição esta simplesmente maravilhosa eme deioxu muito curiosa pelas resenhas tão positivas que tenho lido, tem um enredo bem legal, entoa com certeza esta na lista de desejados e pretendo ler em breve

    Beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Quando a dark lanou esse livro até me surpreendi, estou tão acostumada com seus livros de terror que ver um que fala sobre amizade e família chega a espantar. hahaha :D
    Pelo trabalho da editora tenho certeza que esse exemplar é lindo e pela sua resenha percebo que esse livro é muito mais que uma capa bonita! <3

    ResponderExcluir
  12. Olá,

    Sempre procurei saber apenas o básico sobre esse livro, pois tenho muita vontade em fazer essa leitura, a primeira coisa que me chama atenção foi a capa, confesso. Mas, o livro tem recebido uma crítica tão boa, que não vejo a hora de poder lê-lo.

    Beijos,
    entreoculoselivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
  13. Oie
    Sou meio suspeita para falar dos livros da Darkside ultimamente em todas as minhas compras tem pelo menos um livro da editora eu já tenho esse livro em mãos ainda não fiz a leitura mais estou ansiosa.
    Sua resenha ficou bem bacana eu já tinha uma noção de que o livro é sobre amizade, companheirismo e confesso que a cada resenha que leio fico ainda mais curiosa.
    Bju
    Mary Reis

    ResponderExcluir
  14. Olá, amo esse livro e até ganhei ele em um sorteio da Dark. O bm saber é que a Dark não publica apenas terror, mas sempre se garante em suas capas. Gostei da histórias das personagens, e de você conseguir entrar tanto na história de Early e Pi.

    ResponderExcluir
  15. No geral esse livro não me atraiu em nadinha kkk mas o fato de envolver uma epoca que me interessa sem falar no meu interesse para entender sobre o autismo, acredito que eu leria sim esse livro, os autistas possuem um universo muito peculiar, adoraria me aventurar nele ^^
    otima resenha ;*

    ResponderExcluir
  16. Oi Suelane, sua linda, tudo bem?
    As edições da Dark sempre arrasam. Mas esse livro chamou minha atenção, em especial, pelo título e pela imagem deles no barquinho, pareceu tão delicado e puro. E saber que se trata da aventura de um menino autista em busca de algo que não sabemos se é real ou não, me deixa mais empolgada. Quero ser surpreendida com esse final, quero ver a magia da história. Não vejo a hora de ler. Gostei muito da sua resenha!!!
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  17. Pois é, até pouco tempo atrás se me perguntassem eu diria que a Darkside só publicava terror, mas nos últimos tempos eles deram uma boa diversificada no catálogo, sorte minha, que não leio terror de jeito nenhum. É ótimo saber que você gostou desse livro, porque é um dos poucos da editora que adquiri e quero conferir logo. Amo livros que falam de amizade, família e companheirismo!

    ResponderExcluir

Obrigada pela sua visita!
Volte Sempre!