[Resenha] Querubins - A Balança do Coração


Livro: Querubins - A Balança do Coração
Autora: Martha Ricas
Páginas: 267
Ano: 2016

Sinopse: O solo italiano sempre foi marcado pela violência de seus moradores, seja por suas batalhas ou paixões.
A doce querubim Ashira é enviada à bela cidade de Florença, no coração da Itália renascentista. O lugar exala arte, beleza e romance, contudo são nos segredos mais profundos dos corações de seus moradores que ela deve adentrar, sendo enviada para a casa de seus governantes implacáveis, os Médici.
Dentre os humanos que se colocam em seu caminho, estão Lucca Amato, um jovem pintor que acaba se encantando por ela, e a donzela Graziella di Médici, a herdeira temperamental para quem trabalha disfarçada de dama de companhia.
Uma traição coloca seus destinos em risco e uma guerra entre coração, razão e egos sacode as muralhas da cidade das artes.
Cenários estonteantes, intrigas familiares e batalhas sangrentas marcaram Florença e impactarão o leitor nesta nova inserção querubim.


Nesse segundo livro a autora foi fantástica, bem como no primeiro. Posso dizer que já me identifiquei logo no inicio do livro com a personagem.
Nele iremos conhecer conhecer Ashira, uma querubim bondosa e generosa, ela tenta sempre resolver suas missões de uma forma diferente o que de certa forma acaba não sendo favorável para uma guerreira.
Ela será enviada para uma missão na Terra, dessa vez a cidade de Florença 💙💗


"Dizem que ser amorosa, compassiva e misericordiosa são minhas principais virtudes. Às vezes, fico enraivecida por ser assim. Preferia ser mais fria, racional e imparcial."

A história será narrada pela querubim e por Lucca um jovem garoto, pobre e que sonhava em ser pinto. Que ao vê-la começa a pintá-la e esse seu quadro dará a oportunidade de ser um aprendiz do grande pintor Rafael Sanzio.
Ashira segue com sua missão, que a levará ao castelo Médici, onde irá ser a dama de companhia de Graziella, filha de Guilliana Médici e acaberemos vendo que por trás das damas Médici existem belos corações.
Sua real missão é impedir que uma guerra se inicie e encontrar o Atalaia. Ashira se ligará muito aos humanos.
Após uma traição a guerra se inicia e Ashira se vê dividida entre a razão e o coração.

"Só podemos amar quando conseguimos nos colocar no lugar de outro alguém, com seus defeitos e predicados e, ainda assim, sentir empatia."


Eu amei o livro e super indico!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela sua visita!
Volte Sempre!