[Resenha] Harry Potter e a Câmara Secreta



Título Original: Harry Potter and the Chamber of Secrets
Autora: J. K. Rowling
Editora: Rocco
Páginas: 252
Ano Lançamento: 2015

O segundo ano de Harry na escola de Hogwarts está cheio de novos perigos e horrores, incluindo um professor completamente metido chamado Gilderoy Lockhart, o espírito de uma garota chamada Murta que Geme, que assombra o banheiro das meninas, e a embaraçosa atenção da irmãzinha caçula de Rony, Gina. Mas tudo parece pequeno quando um problema de verdade aparece e alguém - ou alguma coisa - começa a petrificar os aluno de Hogwarts. Será que foi Draco Malfoy, que anda ainda mais venenoso que o normal? Será que foi Hagrid, cujo passado misterioso começa a vir a tona? Talvez tenha sido o suspeito número um que toda a escola... o próprio Harry Potter!

Segundo livro lido e mais uma vez maravilhado com todo esse universo de Harry Potter, dessa vez, uma aventura um pouco mais sombria e cheio de mistérios e reviravoltas.

J.K. Rowling deixou uma trama bem estruturada e cheio de aventuras com os três inseparáveis amigos, história fluída e com novos e engraçados personagens, mas sem deixar aquele lado sombrio de lado.

Hogwarts está em alerta máximo, pois coisas estranhas estão acontecendo nos corredores da escola, uma lenda diz que a “Câmara Secreta” está aberta e várias situações sinistras ocorrem com alguns dos alunos.

O bom humor permanece no segundo livro, com a chegada de um novo professor meio que pop star, do qual deixou vários alunos animados e mais dispostos para os estudos. 

Uma coisa que notei nos dois primeiros livros, foi o poder da amizade, o valor que é passado para os leitores dos três e inseparáveis amigos, com várias encrencas e enrascadas que vão levar para várias ameaças de expulsão da escola de bruxos. 

O que será que está por trás dessa lenda da Câmara Secreta? O jeito é ler e descobrir.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela sua visita!
Volte Sempre!