[Resenha] Onde Cantam os Pássaros


Livro: Onde Cantam os Pássaros
Autora: Evie Wyld
Páginas: 251
Ano: 2015

Sinopse: No premiado romance de Evie Wyld, a fazendeira Jake White leva uma vida simples numa ilha inglesa. Suas únicas companhias são rochedos, a chuva incessante, suas ovelhas e um cachorro, que atende pelo nome de Cão. Tendo escolhido a solidão por vontade própria, Jake precisa lidar com acontecimentos recentes que põem em dúvida o quanto ela realmente está sozinha – e o quanto estará segura. De tempos em tempos, uma de suas ovelhas aparece morta, o que pode ser muito bem obra das raposas que habitam a floresta próxima à sua fazenda. Ou de algo pior. Rumores sobre uma fera, um menino perdido, um homem estranho e fantasmas do seu próprio passado atormentam a vida de uma mulher que sonha com a redenção.Aos poucos, vamos descobrindo mais sobre as suas habilidades em tosquiar e cuidar de ovelhas, aprendidas ainda quando jovem, em sua terra natal, na Austrália. E vamos aprendendo também o que aconteceu lá, que acabou por conduzir White à uma vida de reclusão e isolamento. E sobre as contradições e diferenças entre um passado (sempre narrado no presente) cheio de vida e calor, e o presente (narrado por sua vez no passado) repleto de lama, um ritmo mais desacelerado e frio, paira uma atmosfera absolutamente brutal.Com uma prosa verdadeiramente excepcional, o estilo da autora reúne tanto clareza como substância e apresenta uma personagem trágica, inesquecível, enigmática, assombrada por um passado inescapável. Uma mulher forte, ainda que tão passível de falhas, erros e equívocos como todos nós. É uma história de culpa, perda e o poder do perdão e solidão e sobrevivência. Uma escrita visceral onde sentimos a presença de tudo, os odores, o tempo, o vento. Nada passa desapercebido.Onde Cantam os Pássaros é o segundo romance de Evie Wyld – selecionada em 2013 pela revista Granta entre os melhores jovens escritores britânicos da década – e mantém uma pequena e simpática livraria independente no bairro de Peckham, em Londres. A Review Bookshop é dog friendly, possui um pequeno jardim, realiza o Peckham Literary Festival e, claro, vende os melhores livros de grandes e pequenas editoras. Sua prosa refinada com altas doses de terror psicológico está muito bem representada na edição que a DarkSide® Books entrega a seus leitores em 2015. Ela queria se isolar de tudo e todos, mas agora está cercada pela crueldade do silêncio e a mais pura manifestação da natureza. O ciclo da vida é muito mais assustador quando o fim ecoa dentro de nós. Prepare-se para descobrir uma grande autora, e um livro à sua altura.

Jake Whyle uma mulher que mora sozinha numa fazenda com seu cão, não tem amigos, vive para criar suas ovelhas e é assim que prefere viver.


"O olho humano percebe movimentos antes de qualquer outra coisa."


Os capítulos vão intercalando entre o passado e o presente de Jake e essa volta ao passado nos dá uma ideia de porque ela prefere viver daquela forma.
O passado deixou marcas e ao longo da história vamos conhecendo ela um pouco mais.
Jake irá encontrar uma de suas ovelhas morta de forma brutal e resolve procurar o delegado pois ela tem suas suspeitas, mas ele parece não muito interessado.
Um estranho aparece na sua fazenda e por algum motivo ela não consegue expulsá-lo.
Eu achei linda toda a diagramação, a capa, as bordas pretas, mas esperava mais da história, pois de uma hora pra outra ela termina, a autora trás alguns palavrões na sua escrita mas não achei nada demais referente a isso.

Quer adquirir o livro? Acesse Aqui

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela sua visita!
Volte Sempre!