[Resenha] Dias de Despedida


Livro: Dias de Despedida
Autor: Zeff Zentner
Páginas: 385
Ano: 2017
Comprar: Físico


Sinopse: "Cadê vocês? Me respondam."Essa foi a última mensagem que Carver mandou para seus melhores amigos, Mars, Eli e Blake. Logo em seguida os três sofreram um acidente de carro fatal. Agora, o garoto não consegue parar de se culpar pelo que aconteceu e, para piorar, um juiz poderoso está empenhado em abrir uma investigação criminal contra ele. Mas Carver tem alguns aliados: a namorada de Eli, sua única amiga na escola; o dr. Mendez, seu terapeuta; e a avó de Blake, que pede a sua ajuda para organizar um “dia de despedida” para compartilharem lembranças do neto. Quando as outras famílias decidem que também querem um dia de despedida, Carver não tem certeza de suas intenções. Será que eles serão capazes de ficar em paz com suas perdas? Ou esses dias de despedida só vão deixar Carver mais perto de um colapso — ou, pior, da prisão?

Dias de despedida é um livro que te emociona do inicio ao fim. Que falada da verdadeira amizade e da falta que esses amigos fazem.
Carver perdeu seus três melhores amigos (Blake, Eli e Mars) num acidente de carro, acidente esse que ele se sente culpado.

"Fico pensando se as ações que tomamos e as palavras que dizemos são como pedrinhas jogadas num lago, causando reverberações que se espalham muito além do centro até finalmente se quebrarem na margem ou desaparecerem."

Blade (é assim que Carver é conhecido), não sabe como lidar com as perdas, passará a ter ataques de pânico, se aproximará de Jesmyn, a namorada do Eli e começará um acompanhamento com o psicologo. 

"Agora, os silêncios dão a sensação de ausências. Ausências dão a sensação de perda. Perda dá a sensação de luto. Luto dá a sensação de culpa. Culpa é uma angústia escarlate."

Até que a avó do Blake, Betsy pede para ele fazer um dia de despedida ao seu neto, ele ficará na dúvida se deve participar disso. A intenção da vovó é poder fazer tudo com o Blade que ela gostaria de ter feito com Blake antes dele morrer, e assim conhecer a parte de seu neto que só seus amigos conheciam.

"Ninguém sabe como as pessoas superam as coisas. Elas apenas superam."

O Juiz Frederick, pai de Mars, irá pedi que verifiquem a cauda do acidente e Blade será investigado. 
O livro intercalará entre o presente e o passado de Blade com a trupe do molho, era assim que eles se denominavam, e veremos o quanto ele amava seus amigos e o quanto ele sofre com a perda deles.

"- Isso não quer dizer que a gente se importe menos com eles. Só que temos que continuar vivendo."

O autor foi te em abordar diversos assuntos dentro da sua narrativa, que só fez enriquecer essa história. É um livro que vai te fazer sorrir e chorar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela sua visita!
Volte Sempre!