[Filme] Happy Hour - Verdades e Consequências

Happy Hour filme brasileiro com co-produção Argentina, trás a história de Horácio, professor universitário casado há 15 anos com uma deputada Vera. Após ele acidentar um ladrão que vinha perturbando a paz da cidade, ele fica famoso e isso ajuda a carreira de sua esposa. Porém, uma de suas alunas começa a dar em cima dele e ele se sente tentado a ceder e toma a decisão de conversar com a esposa. 
Verdades e consequências é com esse subtítulo que irá se refletir sobre o filme. Será que vale a pena contar a verdade? Será que as consequências dessa verdade serão positivas? Será que mesmo seu parceiro sendo sincero, você aceitaria a consequência?
É um filme sobre traição e até que ponto a verdade vale a pena ser dita, apesar de trazer diversos problemas sociais (política, machismos, entre outros) através de metáforas, não se obteve um bom trabalho, meio atrapalhado com o excesso de informações. 
Apesar de ter um elenco maravilhoso e uma bela fotografia, Happy Hour - verdades e consequências, acabou sendo um filme decepcionante, apesar de sua proposta interessante, ele se perde nas ideias. 


Sinopse: Após um acidente, Horácio (Pablo Echarri) muda completamente suas perspectivas de vida e decide confessar para sua esposa, Vera (Letícia Sabatella), que deseja ter relações com outras pessoas, embora ainda queira continuar o casamento. Confusa e inserida em um momento profissionalmente complicado, ela não gosta da ideia mas percebe que precisa, mais do que nunca, continuar seu casamento.
Direção: Eduardo Albergaria
Elenco: Letícia Sabatella, Pablo Echarri, Luciano Cáceres
Gênero: Comédia dramática

Assistam ao Trailer:



[Resenha] Abadia de Northanger


Livro: Abadia de Northanger
Autora: Jane Austen
Páginas: 261
Ano: 2018
Comprar: Físico

Sinopse: Escrito ainda na juventude de Jane Austen e publicado postumamente, em 1818, "A Abadia de Northanger" é, sem dúvida, um dos romances mais elaborados da época – uma comédia satírica que aborda questões humanas de maneira sutil, tendo como pano de fundo a cidade de Bath. O enredo gira em torno de Catherine Morland, que deixa a tranquila e, por vezes, tediosa vida na zona rural da Inglaterra para passar uma temporada na agitada e sofisticada Bath do final do século XVIII. Catherine é uma jovem ingênua, cheia de energia e leitora voraz de romances góticos. O livro faz uma espécie de paródia a esses romances, especialmente os escritos por Ann Radcliffe. Jane Austen faz um eloquente contraste entre realidade e imaginação, entre uma vida pacata e as situações sinistras e excitantes que os personagens de um romance podem viver.

Nesse livro da Jane Austen vi uma escrita um pouco diferente dos demais livros dela que já li.
Dessa vez ela trata sua personagem como uma heroína e sempre enfatiza a falta de beleza física dela e de sua família.

" - Aquele que, homem ou mulher, não sente prazer na leitura de um bom romance deve ser insuportavelmente estúpido."

Conheceremos dessa vez Catherine Morland, uma jovem simpática, não muito bela fisicamente, porém com uma beleza interior magnífica, apreciadora de romances góticos, possuidora de uma grande imaginação, mas ao mesmo tempo muito inocente e não compreende bem as entrelinhas do que lhe é dito.
Ela será convidada pela Sra. Allen  a ir com ela e o marido passar algumas semanas em Bath, o que a deixa extremamente feliz.

"... apesar de tudo que os romancistas possam dizer, nada se faz sem dinheiro."

Chegando lá a Sra. Allen não tem amigos e suas lamentações deixa Catherine meio frustrada, até que um dia elas cruzam com a Sra. Thorpe, colega de escola da Sra. Allen e Catherine acaba se tornando amiga de Isabelle Thorpe, por coincidência seus irmãos são melhores amigos.
Além deles ela também conhecerá a família Tilney e se apaixonará pelo filho mais novo, Henry Tilney e se tornará amiga da irmã dele, Eleanor, uma jovem discreta, diferentemente de Isabelle e Catherine será convidada pelos Tilney a passar um tempo na casa deles, na Abadia de Northanger. É a partir dessa viagem que ela conhecerá de fato a natureza humana.

"Deliciosa tarefa é ensinar a jovem ideia a despontar."

É um livro onde a inocência não vê a maldade no outro, diferente das outras leituras, iremos ver a personagem ser inserida na sociedade e temos uma resolução rápida da história em poucas páginas, mas apesar disso é uma leitura que flui bem. 
Um outro ponto bem interessante é a citação dos romances góticos que me deixou bem curiosa em lê-los.

[Unboxing] Turista Literário #33 (Fevereiro)

Unboxing do Turista Literário do mês de Fevereiro que demorou para chegar.


Confiram o vídeo! E não esqueçam de deixar um LIKE:

[Resenha] A Garota do Calendário - Março


Livro: A Garota do Calendário - Março
Autora: Audrey Carlan
Páginas: 140
Ano: 2016
Comprar: Físico

Sinopse: Mia Saunders precisa de dinheiro. Muito dinheiro. Ela tem um ano para pagar o agiota que está ameaçando a vida de seu pai por causa de uma dívida de jogo. Um milhão de dólares, para ser mais exato. A missão de Mia é simples: trabalhar como acompanhante de luxo na empresa de sua tia e pagar mensalmente a dívida. Um mês em uma nova cidade com um homem rico, com quem ela não precisa transar se não quiser? Dinheiro fácil. Parte do plano é manter o seu coração selado e os olhos na recompensa. Ao menos era assim que deveria ser... Mia vai passar o mês de março em Chicago com o empresário Anthony Fasano, que a contrata para fingir ser noiva dele. A princípio Mia não entende por que um homem tão lindo e másculo precisa de uma falsa noiva.

Nesse livro Mia irá conhecer o Tony e o Hector, ela será acompanhante do Tony, um homem bonito, forte, musculoso, dono do restaurante Fasano's que é um restaurante italiano, muito famoso e acessível a todos.

" - O Alec me ensinou que não tem problema eu amar outras pessoas além de você, da Mads e da Gin. Me mostrou que é possível se preocupar, amar de verdade e, ainda assim, não ficar com a pessoa pra sempre."

Porém, Tony esconde um grande segredo de sua família, o seu relacionamento com seu grande amigo há mais de 15 anos.
Mia terá que passar o mês de março sendo acompanhante do Tony e mentir para a família dele que ela é sua namorada.

"No fim das contas, amor era amor, e ninguém pode escolher por quem se apaixonar, nem saber quanto tempo esse sentimento vai durar."

Mia, começa a admirar muito o relacionamento do casal e não acha certo Tony esconder de todos sua opção sexual e o seu amor por Hector. Ela terá uma grande surpresa nessa viagem e aprenderá com eles que o amor está acima de tudo e de qualquer coisa.



[Filme] Holliúdy 2 - A Chibata Sideral

Holliúdy 2 - A Chibata Sideral é o segundo filme da franquia e dirigida por Halder Gomes,  o filme foi originalmente um curta e depois um longa metragrem lançado em 2012, uma comédia que te faz rir do início ao fim sem apelo as ofensas e sem clichês, com um dialeto próprio do cearense.
Sim, o filme se passa em Pacatuba, interior do Ceará e nos anos de 1980, momento em que a TV começou a se popularizar e veremos Francisgleydisson ser obrigado a fechar seu adorado Cine Holliúdy e ir morar na casa da sogra, junto com sua esposa Maria das Graças e seu filho Francin.
Mas antes disso seremos apresentados a Steven Spielberg, sem ideias até que uma página de jornal de Pacatuba chega voando pela janela e bate em seu rosto, e surge a ideia do seu clássico filme ET - O Extraterrestre. E com isso seremos levado de volta ao interior e saberemos como surgiu a sua brilhante ideia.
Após Francisgleydisson passar por uma experiência alienígena e ter seu amigo abduzido, surge a ideia de criar um filme de ficção cientifica e ele irá correr atrás dessa produção, com apoio de seu filho e da população de sua cidade. E mesmo tendo fracassado várias vezes, ele não desiste dos seus sonhos. Uma produção cheia de altos e baixos. 
O filme conta com um elenco maravilhoso, continuamos com o elenco do primeiro filme, é bem aquele ditado, "em time que está ganhando não se mexe",  mas teremos a participação especial de Sérgio Malheiro, que interpreta um ator que veio do Rio de Janeiro para ser o Lampião do filme. 
O filme consegue seu objetivo, fazer o espectador rir e se diverti, mas não estranhe é um filme brasileiro e legendado, como disse o filme trás um dialeto próprio do interior do ceará e cá pra nós, haja criatividade.



Sinopse: Pacatuba, interior do Ceará, 1980. A popularização da TV obriga Francisgleydisson (Edmilson Filho) a fechar seu adorado Cine Holliúdy e ir morar na casa da sogra, ao lado da esposa Maria das Graças (Miriam Freeland) e do filho Francin (Ariclenes Barroso). Após passar por uma experiência alienígena, na qual um amigo foi abduzido, ele tem a ideia de rodar um longa-metragem de ficção científica onde Lampião enfrenta os seres extra-terrestres. Para tanto, consegue o apoio do prefeito Olegário (Roberto Bomtempo) e de sua esposa Justina (Samantha Schmütz), candidata às próximas eleições. Classificação Indicativa 12 anos, contém violência, conteúdo sexual e linguagem imprópria.
Elenco: Edmilson Filho, Miriam Freeland, Ariclenes Barroso
Duração: 101 min
Diretor: Halder Gomes
Distribuidora: Paris Filmes
Gênero: Comedia 
Classificação: 12 Anos

Assista ao trailer:

Revista Conexão Literatura Nº 45



Março é um mês especial. Mês que fico um ano mais velho, mas também é o mês que o meu novo romance saiu da pré-venda e já está disponível para venda na pronta-entrega da Editora Selo Jovem. O Clube de Leitura de Edgar Allan Poe, está tendo uma ótima repercussão. Leitores interessados em adquirir a obra ou saber mais notícias estão enviando e-mails e mensagens pelo Instagram e Facebook. Só posso dizer que estou muito contente, mais ainda por publicar sobre Poe, escritor que influenciou meu gosto e minha entrada na literatura. Escrevi essa obra com muito prazer e a primeira resenha, elaborada pela Amanda Leonardi, já pode ser conferida no site NotaTerapia: clique aqui. Para os leitores que quiserem acompanhar mais sobre essa obra, é só baixar essa nova edição. Deixo também o link da minha fanpage "Edgar Allan Poe - Poe's Club": http://www.facebook.com/poesclub

Contos, dicas de livros, entrevistas e matérias especiais aguardam por você.


Para divulgar o seu livro ou anunciar em nosso site e próxima edição, acesse: www.revistaconexaoliteratura.com.br/p/midia-kit.html

A nossa revista é gratuita para os leitores e só pedimos que compartilhe para os seus amigos, assim você estará ajudando o nosso trabalho de incentivo à leitura. ;) Compartilhe no Facebook: clique aqui.

[Unboxing] Papel na Caixa - Jardim e Pomar #Fevereiro

Sobre a box:

É clube de assinatura de itens de papelaria. E você pode escolher entre os planos "VOU COM CALMA!" e receber por apenas um mês ou "RESISTIR PRA QUÊ?", garantindo sua entrega todos os meses.

Ao assinar, você receberá em sua casa uma caixa com 6 a 12 itens escolhidos especialmente para você. São canetas, lápis, borrachas, post-its, bloco de notas, clips, marcadores, mimos entre outros.


Tema do mês de Fevereiro


Confere o vídeo:

[Resenha] Um Veneno Sombrio e Sufocante


Livro: Uma Veneno Sombrio e Sufocante
Autora: Jessica Cluess
Páginas: 322
Ano: 2018
Comprar: Físico

Sinopse: Na emocionante sequência de Uma Sombra Ardente e Brilhante, Henrietta tentar salvar seu amor, mas sua magia pode ser sua ruína. Henrietta Howel é a primeira mulher a se tornar uma Feiticeira em séculos. E, como tal, deve desempenhar seu papel dentro da Ordem para manter Rook seguro, seu melhor amigo e amor de infância. Mas será que ela pode realmente salvá-lo? o veneno impregnado em Rook está transformando-o em algo monstruoso conforme ele começa a dominar seus poderes sombrios. Correndo contra o tempo, Henrietta convence Blackwood, o misterioso conde de Sorrow-Fell, a viajar pela costa para procurar novas armas. E Magnus, corajoso e imprudente como sempre, se junta a eles na missão. Os três encontrarão monstros sanguinários e aliados poderosos em seu caminho e descobrirão a arma mais devastadora de todas: a verdade.

Henrietta tornou-se parte dos feiticeiros, mesmo após eles descobrirem que ela é uma maga e passou a viver na casa de Blackwood junto com seu grande amigo Rook. Participando ativamente da ordem dos feiticeiros, ela inicialmente terá  que lidar com algumas dificuldade e tentar afastar os Ancestrais e os Familiares, pois depois que ela matou Korozoth, R'hlem quer que ela seja entregue a ele pelos feiticeiros. Outro problema é tentar encontrar a cura para Rook que está sendo tomado pelas sombras e ela não consegue mais ajudá-lo até que alguém surge em seu caminho.

"Bem melhor implorar perdão do que pedi permissão."

"Um veneno sombrio e sufocante" é uma leitura envolvente, em que a autora consegue prender nossa atenção nessa história pois, diferente do primeiro livro, esse é mais acelerado com Henrietta saindo em uma jornada em busca de respostas. É uma trama cheia de reviravoltas que nos surpreende e nos deixam ansiosos pela continuação. A história traz uma nova personagem, uma bruxa, e é muito interessante na escrita da autora como ela consegue estabelecer claramente a diferença entre magos, feiticeiros e bruxas.

" - As pessoas fazem o que acham ser a coisa certa, mas isso não as torna boas."

A capa segue o mesmo padrão  e continua linda. A leitura é instigante, cheia de ação, o que faz com que as páginas passem voando.
Além disso, a história ainda traz muitas reflexões, pois a nossa protagonista está mais empoderada e decidida. E deixam indagações, será que Henrietta está de fato preparada pelo o que está por vir? Será que descobrir verdades sobre seu passado irá ajudá-la? Como ela lidará quando souber mais sobre seus amigos?

" - Pelo que eu sabia da vida, o amor era algo raro demais para ser desperdiçado."

Aguardo ansiosamente pelo desfecho dessa história que é um misto de fantasia, aventura e romance.

[Lançamento] Eu Não Sei de Onde Eu Vim




EU NÃO SEI DE ONDE EU VIM 
De Guilherme Cardoso 

Editora Autografia 
Romance 
ISBN 978-85-518-1439-0 
134 páginas


Cineasta lança história leve e despretensiosa sobre a solidão 
Sinopse: O autor Guilherme Cardoso lança a obra “Eu não sei de onde vim”, um romance de escrita simples, mas envolvente, que gira em torno da protagonista Alien, digo, Aline. O livro traz sua juventude, difícil e conturbada, e o que vem depois: com a perda da mãe, Aline tem uma complicada relação com seu pai, um emprego do qual não gosta e mantém contato apenas com uma amiga. 
Após alguns acontecimentos fora do roteiro, Aline se vê defronte uma decisão extremamente drástica, que irá mudar sua vida para sempre – como uma viagem sem volta. “Eu não sei de onde eu vim” é um livro com uma escrita leve e despretensiosa, que aborda temas como a solidão, a liberdade, o amadurecimento e até mesmo questões psicológicas e de cunho social. O pano de fundo é a existência de fatores sobrenaturais. 
“Eu não sei de onde vim” é uma extensão de um curta-metragem produzido por Guilherme durante a faculdade. É uma obra que relata profundamente a solidão na juventude, mas o autor não pesa na escrita: de forma lúdica e simples, traz uma narrativa reflexiva, capaz de gerar identificação no público e empatia no leitor diante dos problemas da personagem principal. 

Sobre o autor: 

O interesse em escrever começou cedo, aos 12 anos, influenciado por um professor de Português. Aos 14, Guilherme Cardoso fez as primeiras poesias, por incentivo de um amigo, e, aos 17, decidiu que queria ganhar a vida como escritor. A partir daí começou a redigir os primeiros livros e, em 2014, estreou com Experimento #1: Chico Santana e o caso mal-resolvido. Em 2018, aos 25 anos, lança sua segunda publicação: “Eu não sei de onde eu vim”.

[Unboxing] Intrínsecos #05 (Fevereiro)

A Intrínsecos é a caixinha surpresa da Editora Intrínseca, onde o assinante todo mês recebe uma caixa com um livro inédito, em edição capa dura, acompanhado por brindes exclusivos.


Veja o que veio na nossa caixinha e não esqueça de deixar o seu LIKE:


[Resenha] Uma Dama Fora dos Padrões


Livro: Uma Dama Fora dos Padrões
Autora: Julia Quinn
Páginas: 272
Ano: 2018
Comprar: Físico

Sinopse: Primeiro livro da nova série de Julia Quinn, Os Rokesbys.
Julia Quinn já vendeu mais de 850 mil livros pela Editora Arqueiro.
Às vezes você encontra o amor nos lugares mais inesperados...
Esta não é uma dessas vezes.
Todos esperam que Billie Bridgerton se case com um dos irmãos Rokesbys. As duas famílias são vizinhas há séculos e, quando criança, a levada Billie adorava brincar com Edward e Andrew. Qualquer um deles seria um marido perfeito... algum dia.
Às vezes você se apaixona exatamente pela pessoa que acha que deveria...
Ou não.
Há apenas um irmão Rokesby que Billie simplesmente não suporta: George. Ele até pode ser o mais velho e herdeiro do condado, mas é arrogante e irritante. Billie tem certeza de que ele também não gosta nem um pouco dela, o que é perfeitamente conveniente.
Mas às vezes o destino tem um senso de humor perverso...
Porque quando Billie e George são obrigados a ficar juntos num lugar inusitado, um novo tipo de faísca começa a surgir. E no momento em que esses adversários da vida inteira finalmente se beijam, descobrem que a pessoa que detestam talvez seja a mesma sem a qual não conseguem viver.


Billie Bridgerton é uma dama que foge os padrões da época, ela ajuda o pai na administração da propriedade, prefere usar calças do que vestidos.
Ela mora próximo da família Rokesby e eles são praticamente uma família, estão sempre juntos, pois a mãe dela é amiga de Lady Manston desde jovem.

"Ela simplesmente fazia o que queria, sem se importar com as consequências."

Billie se dá super bem com todos da família vizinha, menos com George Rokesby, o primogênito da família que é um convencido e super cavaleiro.

"Era tudo tão louco, tão completamente errado e ainda assim tão deliciosamente perfeito..."

Até que um dia, George acaba tentando ajudar Billie a sair de um telhado após sua tentativa de salvar um gato, essa atitude irá torná-los mais próximos, porém ambos não querem aceitar o que vem acontecendo entre eles, até porque esperam que ela case-se com um dos Rokesby, Edward ou Andrew, mas nunca George.

"- Não me encaixo nos padrões, George."

É uma história que será contada de formar intercalada entre os personagens principais, é o primeiro livro da Julia Quinn que eu leio e fiquei apaixonada pela escrita dela, sempre acho previsível o romance de época mas são histórias gostosas de se ler, pois dá sempre aquele friozinho na barriga com a expectativa do romance final.

[Unboxing] Turista Literário #32 (Janeiro)

Unboxing do Turista Literário do mês de Janeiro que demorou para chegar.


Confiram o vídeo! E não esqueçam de deixar um LIKE:


[Evento Literário] 10ª Tarde Literária - Editora Illuminare


Evento Literário - dia 16 de março, as 14:00 até as 18:00..

NOSSA 10ª TARDE FEIRA LITERÁRIA - ILLUMINARE.


Um evento cultural com muita literatura, escritores e livros.

Lançamento do livro:

1. CADERNOS DO HOMEM DESAGRADÁVEL - do autor Vitor Leite

Apresentação dos livros:
1. Sábado no Templo de Afrodite - da autora Marissol Lourenço
2. Em Solidão o Solo é Fértil - da autora Barbara Lúcia
3. A Família e os Desafios do Séc. XXI - do autor William Paixão


Lançamento das antologias:
1. Beija a minha Boca
2. Cidade Noturna
3. Carpe Noctem
4. Contos de uma Primavera

Com a apresentação de diversos autores presentes nessas antologias.

Mesa redonda com o tema: "A importância da literatura feminina ficcional para o lado social e cultural brasileiro" - presenças a serem confirmadas.

Bate-papo com autores, venda de livros, brindes diversos, sarau literário e muito mais.


ENTRADA GRATUITA!
VOCÊ NÃO PODE PERDER!

[Filme] Megarrromântico

Este filme mostra uma mulher que é frustada pela mãe logo na infância referente ao amor. 
Após um acidente, ela é jogada num mundo de clichê Romântico, ao qual ela precisa entender o que está faltando em sua vida para que possa voltar a realidade.
A principal crítica desse filme é que as mulheres precisam ter amor próprio, se sentirem seguras de si, independente do seu corpo. Que a partir do momento que você se aceita, se respeita, se valoriza, as coisas fluem, não para completá-la pois ela já é completa, mas para transborda-lá.


Sinopse: Natalie é uma jovem arquiteta que se empenha para ser reconhecida por seu trabalho. Ela que sempre foi uma cética quanto ao amor, tem um encontro conturbado que termina com ela sendo assaltada e deixada inconsciente. Quando acorda. a moça vê que misteriosamente foi parar em um filme de comédia romântica.
Elenco: Rebel Wilson, Liam Hemsworth, Adam DeVine
Duração: 88 minutos
Diretor: Todd Strauss-Schulson
Distribuidora: Netflix
Gênero: Comédia Romântica
Classificação: 12 anos

Assista ao Trailer:



[Resenha] As Matriarcas da Avenida


Livro: As Matriarcas da Avenida
Autores: Vários
Páginas: 265
Ano: 2016
Comprar: Físico

Sinopse: “As Matriarcas da Avenida: quatro grandes escolas que revolucionaram o maior show da Terra” (Editora NovaTerra) é o quarto livro da série “Família do Carnaval”. A obra conta em 40 crônicas as histórias das escolas que serviram de base para a atual configuração do carnaval carioca: Acadêmicos do Salgueiro, Estação Primeira de Mangueira, Portela, Salgueiro e Império Serrano. Os autores são Fábio Fabato (organizador da coleção), Gustavo Gasparani, João Gustavo Melo, Luis Carlos Magalhães e Luiz Antonio Simas.O título é a continuação da série que se iniciou em 2012 com As Três Irmãs. O segundo livro, As Titias da Folia e nNo terceiro, As Primas Sapecas.Agora, com “AsMatriarcas”, a coleção volta ao começo da fase atual da festa, homenageando as escolas de samba que, a partir de 1960, se revezaram por quinze anos no alto do pódio.“Depois dos enfeites, castiçais e adereços, chegou a vez dos pés que sustentam a ‘mesa farta’ da folia”, compara o jornalista e escritor Fábio Fabato, que assina os capítulos da Mangueira ao lado do ator e diretor Gustavo Gasparani.O prefácio do livro é assinado por Rosa Magalhães, única carnavalesca que liderou apresentações das quatro bandeiras. Na capa, as escolas são representadas por desenhos inspirados em personagens importantes das agremiações. São elas a cantora e compositora Dona Ivone Lara, a porta-bandeira Vilma Nascimento (considerada o “Cisne da Passarela”), a destaque salgueirense Isabel Valença, e Dona Zica, eterna figura representativa da Verde-e-Rosa. Todas as ilustrações do livro são de autoria do carnavalesco e artista plástico Leonardo Bora.Diretor cultural da Portela, Luis Carlos Magalhães assina os capítulos da Águia de Madureira. João Gustavo Melo, diretor cultural do Salgueiro, conta as memórias da escola do coração. Já o Império Serrano apresenta seus causos na carona da inspirada caneta do historiador Luiz Antonio Simas.Preparem seus corações: vai começar o desfile das Matriarcas da avenida!


 As Matriarcas da Avenida é um livro para aqueles que gostam de carnaval e admira muito o carnaval do Rio de Janeiro e suas escolas de samba.

"SalgueiroMeu torrão amadoOnde nascie fui criado"

Nesse livro conheceremos a história da MINHA QUERIDA Estação Primeira da Mangueira, Acadêmicos do Salgueiro, Império Serrano e Portela.

"Vista assim do altoMais parece um céu no chãoSei lá...Em Mangueira a poesia feito mar se alastrouE a beleza do lugar, para se entenderTem que se achar"

O interessante é que as histórias são contadas em formato de contos e os capítulos são intercalados entre as escolar, ou seja, não teremos histórias corridas de uma mesma escola.
É um livro gostoso de se ler, ver o avanço e a forma que as escolas cresceram para chegar onde estão.

"Corri pra verPra ver quem eraChegando lá Era a Portela"

A coleção Família do Carnaval  é composta por quatro livros, sendo esse o último da coleção, existe também As Primas Sapecas do Samba, As Titias da Folia e As Três Irmãs.

"Sou Império, sou patenteSó demente é que não vêDo Samba sou expoenteAbra meu livro, pois tu sabes ler..."

É uma leitura rica em cultura que eu recomendo!