...

Uma simples mulher existe que,
pela imensidão de seu amor,
tem um pouco de Deus...

Pela constância de sua dedicação,
tem muito de anjo...

Que, sendo moça, pensa
como uma anciã...

Sendo velha, age com todas as
forças da juventude...

Quando ignorante, melhor que
qualquer sábio, desvenda
os segredos da vida...

E, quando sábia, assume a
simplicidade das crianças...

Pobre, sabe enriquecer-se com a
felicidade dos que ama...

Rica, empobrece-se para que seu
coração não sangre ferido
pelos ingratos...

Forte, estremece ao choro de
uma criancinha...

Fraca, entretanto, se alteia com
a bravura dos leões...

Viva, não lhe sabemos dar valor,
porque à sua sombra todas as
dores se apagam...

Morta, tudo o que somos e tudo
o que temos, daríamos para
vê-la de novo, e dela receber
um aperto de seus braços, uma
palavra de seus lábios..
.


(Autor Desconhecido)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela sua visita!
Volte Sempre!